O sonho pode mover nossas vidas, Mas só a fé, pode iluminar os nossos caminhos.

( Valquíria Cordeiro )



15 de nov de 2011














Eu senti você chegar...

Senti você se aproximar de leve,
Como uma brisa, suave e breve...
Como a brevidade do doce,
Como se meu você já fosse.

Senti de uma maneira...Terna!
Intensa, eterna, quase fraterna.
Como o perfume de rara flor...
Com a intuição de um amor.

Senti...!E esse sentir me envolveu,
como um canto...Talvez, um breu.
Como num encanto aparente...
Daqueles que só quem ama, sente.

E senti, como se não tivesse volta,
Como folha, que ao vento se solta...
Para encontrar, o seu rumo/lugar.
Para abrir o coração...E amar!...
.
.


Um comentário:

  1. Oi!!!!!!
    Que prazer encontrá-lá! E num blog tão bonito! Também não poderia ser diferente, não é? A poetisa que é e a sensibilidade que tem. Seus poemas são lindos, bem como tudo que você faz. A começar de vc que já é um poema pronto. Vou voltar sempre aqui. Aprender com vc.
    Beijo grandão da
    Genaura Tormin

    ResponderExcluir